Conecte-se conosco

Investigação

Delegada que investigou políticos corruptos é exonerada do Deotap

Publicado

no dia



A delegada Danielle Garcia, do Departamento de Combate aos Crimes Tributários e Administração Pública (Deotap), responsável por investigações que resultaram em denúncias de políticos corruptos, foi exonerada do Deotap e do Laboratório de Tecnologia Contra a Corrupção.

Além de Danielle, o delegado Gabriel Nogueira, que também atuava no Deotap, foi exonerado. A decisão foi comunicada pela delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza.

A delegada Thaís Lemos assumirá a coordenação do Deotap e do Laboratório de Tecnologia de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro. A informação foi divulgada por Douglas Magalhães no programa Fala Sergipe (MIX FM, Atalaia e Cidade AM, de Simão Dias).

Relembre

O promotor de Justiça de Sergipe, Henrique Ribeiro Cardoso, responsável por investigações de combate à corrupção, foi transferido para a Promotoria da Fazenda.

Homenagem

O deputado Gilmar Carvalho (sem partido) propõe concessão de medalhas do Mérito Legislativo aos delegados Danielle Garcia e Gabriel Nogueira.

COMENTE!
Publicidade

Investigação

Polícia Federal poderá ser acionada para novas diligências

Publicado

no dia

(Foto: Reprodução / Internet)


A procuradora Eunice Dantas vai da prosseguimento às investigações contra o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB).

Os investigadores do Deotap constataram que o proprietário da Torre realizou saques suspeitos, no valor de R$ 4 milhões, junto com contatos telefônicos com o então prefeito Edvaldo. Suspeita-se que o dinheiro sacado teria sido usado na campanha de Edvaldo.

“Vou analisar os autos, verificar o conteúdo, as provas que existem, para daí eu chegar as minhas conclusões. Se eu posso oferecer uma denúncia já com o que eu tenho, se eu preciso complementar as diligências, feita pelo Ministério Público ou pedir a Polícia Federal. Se eu ver que não tem indícios nenhum de nada arquivar, isso tudo vai depender do contexto que tiver nos autos”, disse a procuradora.

COMENTE!
Continue Lendo

Investigação

“Não pedi para sair”, diz delegada que investigou políticos corruptos e foi exonerada

Publicado

no dia

(Foto: Reprodução / Internet)


A delegada de polícia Danielle Garcia, responsável por investigações que resultaram em políticos corruptos denunciados, disse que não pediu para sair do Departamento de Combate aos Crimes Tributários e Administração Pública (Deotap) e do Laboratório de Tecnologia Contra a Corrupção.

Danielle foi surpreendida com a notícia de que seria transferida. “Eu não pedi para sair”, disse a delegada, que foi exonerada do Deotap. A decisão foi anunciada pela delegada geral Katarina Feitoza, durante coletiva de imprensa.

Além de Danielle, o delegado Gabriel Nogueira, que também atuava no Deotap, foi exonerado. Antes das mudanças, a delegada chegou a participar de um evento em Brasília, representando o Laboratório de Lavagem de Dinheiro. Katarina informou o interesse da SSP em colocá-la no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), mas Danielle optou pelo Departamento de Narcóticos.

COMENTE!
Continue Lendo

Investigação

Dono da TORRE é preso em operação que investiga contratos da coleta de lixo

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 3ª Vara Criminal.

Publicado

no dia

(Foto: Reprodução / Sergipe News / WhatsApp)



O empresário José Antônio Torres Neto, sócio-proprietário da TORRE EMPREENDIMENTOS, foi preso no último domingo (09/04), em um hotel localizado em Salvador.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Babel, que foi desencadeada pela Polícia Civil e investiga possíveis irregularidades nos contratos referentes à coleta de lixo em Aracaju.

Entenda a Operação

A operação tem como alvo de investigação a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e a Torre Empreendimentos, suspeitas de firmar contratos com possíveis irregularidades para o serviço de coleta de lixo em Aracaju. O inquérito passou a ter três eixos:

  1. Possível fraude na medição
  2. Possível fraude no faturamento
  3. Suposto direcionamento ou fraude na contratação emergencial

Primeira fase da operação

Os investigadores cumpriram 13 mandados de busca e apreensão em duas empresas. A operação teve como alvos de investigação a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e a Torre Empreendimentos.

COMENTE!
Continue Lendo
Publicidade

Últimas Notícias

Facebook

Mais Lidas