Conecte-se conosco

Política

Lula visitará Sergipe no mês de agosto

O ex-presidente pretende visitar Sergipe em agosto.

Publicado

no dia

O ex-presidente Lula (PT) já começou a articular sua candidatura para 2018. Na última semana, ele se reuniu com o governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB).

Lula visitará Sergipe em agosto. A viagem deve começar pela Bahia e se estenderá por outros Estados. Lula pretende visitar Aracaju, Lagarto e Itabaiana. Municípios que receberam grandes ações dos Governos Lula/Dilma.

COMENTE!
Publicidade
1 Comment

1 Comment

  1. Cícero

    14 de julho de 2017 at 12:11

    Lula, o maior estadista da história do Brasil, inicia na gloriosa Paraíba sua campanha rumo ao Palácio do Planalto em 2018, quando será, mais uma vez, eleito presidente do Brasil. Quem viver, verá!!!

    Todo o ódio das elites nacionais contra o Lula se deve ao sucesso do seu governo. Imaginavam que um ex-metalúrgico não tinha “capacidade” para governar um país. Enganaram-se redondamente. O governo Lula foi um sucesso total. Com Lula, a classe média aumentou seu poder de compra, milhares de famílias saíram da linha da pobreza, foram gerados milhões de empregos. Lula dirigiu seu governo para as classes menos favorecidas, até então excluídas e negligenciadas por FHC. Lula criou programas sociais e investiu em todos os campos da economia, levando o Brasil a figurar entre as dez maiores economias do Planeta. Lula fez muito em oito anos de governo. Ao final do seu mandato, a aprovação do ex-presidente foi extraordinária: 87% dos brasileiros julgaram ótimo o seu governo. Uma aprovação fantástica !!!

    Isso fez intensificar o ódio que as elites nacionais já nutriam contra Lula. Então, a partir da vitória da presidenta Dilma em 2014, as elites fascistas, instigadas pela grande mídia e movidas por sua intensa aversão aos pobres, começaram a uivar contra Lula e Dilma, como animais raivosos a expelir seu babo de ódio pelos cantos da boca. E quando perceberam que não poderiam vencê-los por meio do voto popular, então passaram a tramar o Golpe.

    Com o Golpe, a democracia deu lugar à tirania, e pelas mãos dos usurpadores passou o Brasil a viver dias difíceis e sombrios, sem prazo para ter fim.

    Direitos e garantias constitucionais já não vigem mais. Pessoas estão sendo condenadas e presas sem o devido processo legal. Pessoas são arrancadas dos seus lares e levadas coercitivamente ao cárcere sem que tenham sido previamente intimadas e com base apenas em delações, sem prova alguma que as incrimine.

    “Prende-se para investigar, prende-se para fragilizar, prende-se para forçar a confissão e, por fim, prende-se para desgastar, subjugar, ameaçar e forçar a colaboração premiada”, conforme escreve o Professor Cezar Bitencourt (pós-graduação/PUC- RS).

    Relativamente ao Lula, desde o início, o juiz Sergio Moro atuou contra Lula como juiz e acusador ao mesmo tempo, agindo assim como verdadeiro inquisidor, atuação essa própria do “sistema penal inquisitório”, no qual o juiz, a um só tempo, acusa e julga o réu, como ocorria nos tempos obscuros da terrível Inquisição.

    Devassaram a vida do Lula dia e noite sem parar, investigaram tudo, absolutamente tudo sobre o ex-presidente durante três anos de investigação e não encontraram nada que pudesse incriminá-lo. Então o juiz inquisidor – Moro -, um mercenário a serviço da Globo, das elites políticas e do capital financeiro, transformou seu gabinete num tribunal de exceção e passou a julgar o Lula de forma abusiva e arbitrária, sem o devido processo legal, julgando-o e condenando-o ao arrepio da Lei, sem provas e sem fundamentos, baseado apenas em “convicções”.

    Mas os que perseguem o Lula não conseguirão denegrir a sua imagem nem apagar o sucesso do seu governo. Lula não é um Temer ou um Aécio que se pode destruir com jornalismo rasteiro. Lula é simplesmente o maior estadista da História do Brasil. Seus feitos e conquistas, enquanto presidente, já estão registrados de forma indelével na História, e não é um justiçeiro disfarçado de juiz que vai destruir a sua biografia e degradar sua memória.

    Se o STF não fosse uma corte covarde como é… Se fosse uma corte séria, isenta de politicagem, de conchavos e conluios… Se seus ministros observassem rigorosamente a Constituição Federal e as leis infraconstitucionais, já teriam avocado os autos do processo contra o Lula por “suspeição” do juiz Moro, e concedido mudança de Foro para que o feito tramitasse em outro juízo. Mas o STF, de uns tempos para cá, deixou de ser uma Corte séria e se transformou num tribunal de conveniências políticas, que julga valendo-se de dois pesos e duas medidas, a depender do nome do réu e a qual casta social ele pertença.

    Aécio Neves, Loures e Geddel, mesmo com todas as provas materiais, foram absolvidos e até elogiados pelos magistrados. Já o Lula, sem prova alguma que o incrimine, foi condenado. É como dizia Maquiavel: “Aos amigos os favores, aos inimigos a Lei.” Infelizmente, é este o critério usado por certos juízes no Brasil: para uns (sobretudo pobres), aplica-se a lei com todo rigor; para outros (ricos e poderosos), esquece-se a lei.

    ESSA DECISÃO INFUNDADA, ARBITRÁRIA E ABUSIVA CONTRA O LULA É RESULTADO DE UM JULGAMENTO POLÍTICO, SEM PROVA ALGUMA E SEM FUNDAMENTO, COM O ÚNICO PROPÓSITO DE IMPEDIR QUE LULA SE CANDIDATE E, MAIS UMA VEZ, SEJA ELEITO PRESIDENTE DO BRASIL… JULGAMENTO ESTE QUE FAZ DESSE JUIZ DOGMÁTICO UMA DAS PÁGINAS MAIS SUJAS, INÍQUAS E TRISTES DA HISTÓRIA DO JUDICIÁRIO NACIONAL.

    Estão querendo ganhar as próximas eleições a todo custo, mas sabem que não conseguirão vencer o Lula que aparece à frente em todas as pesquisas de intenção de votos. Por essa razão, querem o Lula – vivo ou morto – fora da disputa de 2018. Pretendem acabar com o voto popular e escolher o novo presidente sem o aval do povo, sem a participação do povo no processo eletivo.

    Querem calar a nossa voz, a voz do Povo, mas não conseguirão.

    Vale aqui, por oportuno, lembrar Maiakovski, poeta russo, que escreveu:

    “Na primeira noite, eles se aproximam e colhem uma flor de nosso jardim, e não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem, pisam as flores, matam nosso cão e não dizemos nada.
    Até que um dia, entram em nossa casa e rouba-nos a lua,
    e conhecendo nosso medo, arrancam-nos a voz da garganta,
    e porque não dissemos nada [antes], já não poderemos dizer mais nada [depois]”.

    Somente Lula é capaz de reconduzir o país ao caminho da paz, da prosperidade e da justiça social. 2018 !!! LULA PRESIDENTE !!!! PARA O BRASIL VOLTAR A CRESCER, E O POVO VOLTAR A SORRIR !!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Senadora que quer demissão de servidor público por ‘mau desempenho’ se ausentou em 80% das votações

Publicado

no dia

(Foto: Reprodução / Internet)


A senadora que representa Sergipe, Maria do Carmo (DEM), autora do projeto que tem como objetivo a demissão sem justa causa de servidores públicos federais através da imposição de uma avaliação de “desempenho”, se ausentou em 80% das votações em 2013. Um levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que a senadora não votou ou não compareceu ao plenário na grande maioria das votações.

Maria é senadora desde 1998, e até então pouco se houve dela no senado. Mesmo presente na casa, a senadora deixava de votar. Em 2013, por exemplo, deixou de votar em 140 proposições examinadas nos dias em que ela havia registrado presença. Isso representa 80% de todas as 176 matérias apreciadas pelos senadores no período (houve dias em que mais de uma matéria foi discutida).

Ainda segundo o levantamento do Congresso em Foco, Maria compareceu a 102 das 119 sessões reservadas a votação pelo Senado em 2013. De suas 18 ausências, só uma ficou sem justificativa, o que a deixa longe do grupo dos mais faltosos.

COMENTE!
Continue Lendo

Política

Lutar contra a corrupção e apoiar André Moura é a maior hipocrisia

Publicado

no dia



Cotado para possível candidatura ao Governo do Estado em 2018, o deputado federal por Sergipe e líder do Governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), está sendo paparicado por aliados e amigos para se candidatar ao Governo.

Acusações, processos e condenações
Em 2015, Moura acumulou seis processos no Supremo. Réu no STF, é acusado até de tentativa de homicídio. O parlamentar já foi condenado inclusive em segunda instância por improbidade administrativa, por usar recursos do município de Pirambu, onde já foi prefeito e fez seu sucessor, para pagar despesas pessoais como comida e bebida alcoólica. O caso mais recente envolveu desvio de R$ 1,4 milhão a ‘Time do Mourão’. Ele foi condenado a pagar multa e à perda dos direitos políticos por oito anos em razão de um dano de R$1,4 milhão ao patrimônio público. O dinheiro saiu dos cofres da prefeitura de Pirambu (SE) para o Olímpico Pirambu Futebol Clube, o “Time do Mourão”, em espécie e de forma fraudulenta. A sentença foi assinada pelo juiz Rinaldo Salvino, da comarca de Japaratuba. Para a imprensa, Moura disse que se sentiu injustiçado.

Moura foi prefeito de Pirambu entre 1997 e 2004. O dinheiro para o time de futebol foi liberado pelo seu sucessor e aliado, Juarez Batista. À polícia e ao Ministério Público, Juarez disse que Moura era quem administrava a prefeitura e foi quem indicou todo o secretariado, bem como nomeou centenas de servidores em cargos comissionados. Uma das “imposições” de André foi a assinatura de convênios com o “Time do Mourão”, para “atendimento de interesses particulares”.

“A farta documentação anexada aos autos dão conta que as quantias públicas recebidas pelo Olímpico Pirambu Futebol Clube foram utilizadas, em tese, exclusivamente para o implemento de suas atividades privadas. Digo, em tese, pois existem indícios de que o dinheiro também foi canalizado para os bolsos dos envolvidos nessa trama diabólica”, cita o magistrado

Todas as despesas do “Time do Mourão” foram pagas com o dinheiro da prefeitura, segundo os indícios levados em conta na sentença, e não há provas de que crianças e adolescentes participaram de algum programa de fomento ao esporte. “Tudo não passou de uma fraude”, diz Rinaldo.

Segundo provas reunidas no processo, a Câmara Municipal não foi avisada sobre os convênios nem deu aval às parcerias; não havia uma conta corrente específica para os repasses do dinheiro; e o Olímpico Futebol Clube tinha dívidas com a Receita Federal e a Previdência Social que impediam contratos com o poder público.

A investigação constatou ainda que três integrantes da diretoria do time estavam também na prefeitura: Guilherme Jullius Zacarias, então vice-prefeito; Élio José Martins, então secretário de Planejamento e Finanças; e Valdicley Albuquerque de Sá, então secretário de Turismo. O time, assim, era administrado até por quem “detinha a chave do cofre” da prefeitura, como escreve o juiz. “Isso chega a ser repugnante.” Os três e o prefeito Juarez também foram condenados na ação de improbidade, mais o próprio Olímpico Pirambu Futebol Clube. Todos agiram de forma dolosa na lesão aos cofres da prefeitura, conforme a sentença.

Mandato cassado
A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) moveu uma ação em 2006 pedindo a cassação de André Moura, deputado estadual na época. O parlamentar chegou a perder o mandato acusado de compra de votos e uso da máquina administrativa estadual na eleição de 2006. Às vésperas das eleições daquele ano, a Polícia Federal apreendeu um carro com R$ 150 mil em dinheiro e material de campanha de André Moura. Parte desse dinheiro seria utilizado na campanha e não passou pela conta bancária específica da campanha do candidato, o que é proibido. A relatora do processo, desembargadora Susana Maria Carvalho Oliveira, votou pela cassação do mandato e lembrou que as contas da campanha de 2006 de Moura já haviam sido rejeitadas pelo próprio TRE-SE por conta desta irregularidade.

Em 2013, o juiz Rinaldo Salvino do Nascimento, da Comarca de Japaratuba, condenou o deputado por improbidade administrativa, por atos cometidos na Prefeitura de Pirambu. De acordo com o juiz, o prejuízo chegou a mais de R$ 40 mil, entre janeiro de 2005 e fevereiro de 2007, por usarem linhas telefônicas celulares pagas pela Prefeitura de Pirambu.

COMENTE!
Continue Lendo

Política

Espaço de simpatizantes de Bolsonaro é pichado em Aracaju

Publicado

no dia

(Foto: Reprodução / Coisas de Socorro)


Um espaço de simpatizantes do pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, foi pichado na madrugada desta terça-feira (12/09).

O espaço fica localizado na Avenida Edézio Vieira de Melo, antiga Avenida Explosão, em Aracaju (SE). O empresário João Tarantela cedeu o prédio, que foi plotado em verde e amarelo, cores que contrastam com fotos do Jair Bolsonaro.

COMENTE!
Continue Lendo
Publicidade

Últimas Notícias

Facebook

Mais Lidas