Take a fresh look at your lifestyle.

Prefeito manda fechar clubes, academias e boates em Aracaju

Prefeitura estabelece novas medidas de enfrentamento ao coronavírus em Aracaju
O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu o Comitê de Operação de Emergência (COE), na manhã desta quarta-feira, 18, para definir novas medidas de enfrentamento ao coronavírus em Aracaju.

Entre as determinações incluídas no decreto estão a ampliação do serviço MonitorAju, o fechamento de academias, clubes, boates e casas de shows por 15 dias, readequação das feiras livres para cumprimento das regras de distanciamento social e higienização, a disponibilização online de mais de 1 mil serviços municipais. Até o momento foram confirmados cinco casos de coronavírus na capital.

“Atentos ao agravamento da situação do coronavírus no mundo e no Brasil, reunimos o nosso comitê e estabelecemos novas medidas com o intuito de restringir ainda mais a aglomeração e o deslocamento das pessoas. Vamos ampliar o serviço de atendimento através do 156; antecipamos o lançamento do AJU Inteligente, com mais de 1 mil serviços municipais online, para que as pessoas não precisem se deslocar até a Prefeitura; servidores com mais de 60 anos terão a opção de trabalhar home office ou antecipar férias, de modo que esperamos conter o avanço do coronavírus na cidade”, justificou o prefeito durante coletiva de imprensa após a reunião do COE.

Foram incluídos nove pontos no decreto de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus. São eles: ampliação do MonitorAju, com o deslocamento de servidores da Saúde com mais de 60 anos para atuar no atendimento através do 156 e nas ações de retaguarda; disponibilização de serviços online da Prefeitura; suspensão de férias dos servidores municipais da Assistência Social e Defesa Social; isolamento domiciliar de 7 dias para servidores públicos assintomáticos provenientes de viagens internacionais e nacionais de áreas com transmissão comunitária.

Também integram o pacote de novas medidas a suspensão de atividades de academias, clubes, boates, casas de show e congêneres por 15 dias; readequação das feiras livres para cumprimento das regras de distanciamento social e higienização; garantia do cumprimento da portaria 5/2020, dos Ministérios da Justiça e Saúde, para medidas de emergência; recomendação a bancos, shoppings e demais estabelecimentos privados com atendimento ao público para que adotem medidas para garantir o distanciamento social e higienização, além de autorização para que cada secretaria considere a liberação dos servidores com mais de 60 anos para home office ou antecipação de férias ou licenças.

Edvaldo também anunciou que irá discutir com o governador Belivaldo Chagas a tomada de medidas restritivas para entradas de ônibus de Estados onde já há transmissão comunitária. “Estamos avaliando, a cada dia, todas as medidas que podemos tomar para proteger os aracajuanos e assegurar que esta pandemia não se espalhe rapidamente”, ressaltou o prefeito. Ele comunicou que, até o final da manhã desta quarta-feira, 18, foram confirmados cinco casos em Aracaju, enquanto 14 foram descartados e outros sete são suspeitos e aguardam resultado dos exames.




Atuação antecipada
A Prefeitura de Aracaju tem trabalhado de maneira antecipada ao coronavírus. Em 2 de março, o prefeito e a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, apresentaram à sociedade o Plano de Contingência da cidade para enfrentamento ao vírus. No último domingo, 15, após a confirmação do primeiro caso no município, o prefeito criou o COE e estabeleceu as primeiras medidas restritivas, sendo a principal delas a suspensão da programação comemorativa dos 165 anos de Aracaju. No dia seguinte, diante da confirmação de quatro novos casos da doença na cidade, Edvaldo endureceu as diretrizes, com a suspensão das aulas nas escolas, faculdades e universidades públicas e particulares por 15 dias, além do fechamento de cinemas e teatros.

Fonte Faxaju

DEIXE SUA OPINIÃO AQUI