Conecte-se conosco

Saúde

Filha de idosa filma médica no celular e diz que negou atendimento em hospital

Publicado

no dia



Andrea Souza gravou um vídeo no hospital da Unimed, localizado em Aracaju (SE), relatando a negativa de atendimento para a mãe, de 87 anos, que está internada no hospital.

O vídeo foi gravado na última quinta-feira (07/12) e repercutiu nacionalmente nas redes sociais. No vídeo, a médica aparece afirmando que a idosa foi atendida. Andrea discute com a médica e nega que a mãe tenha sido atendida.

“Chegamos com minha mãe às 12h10. Passamos pela recepção e esperamos para passar pela triagem às 12h40. A enfermeira informou que como a pressão dela estava 10×5 iria colocá-la logo no leito lá na urgência sem passar pelo consultório médico. As enfermeiras vieram e colocaram no soro e deram dramin e já estava na troca de plantão, e esperamos a Dra Luciana Kalliopi se dirigir ao leito da minha mãe e nada dela aparecer então minha irmã foi pedir a ela para examiná-la. Ela fez pouco caso então fui fazer reclamação e minha irmã ficou com nossa mãe, quando voltei já tinha acontecido um barraco, pois minha irmã implorou para ver nossa mãe e ela quase bate na minha irmã. Isso já era às 14h20, então falei para minha irmã ir trabalhar que eu ficava, esperei, esperei, pedi a médica outra vez e ela nem olhava para mim, então resolvi gravar o vídeo para mostrar o quanto ela estava ocupada que não podia atender minha mãe que estava se contorcendo de dor, uma senhora com Alzheimer, e mesmo depois da confusão ela continuou nas redes sociais”, disse Andrea para o Jornal de Sergipe.

“E em momento algum o hospital e nem a médica nos procurou para nada”

O que diz a Unimed Sergipe

A Unimed Sergipe vem por meio desta nota esclarecer sobre o ocorrido na urgência do Hospital Unimed conforme vídeo divulgado nas redes sociais. A Cooperativa salienta que tal postura não condiz com a Política da Unimed que é de assegurar aos seus clientes um atendimento médico e hospitalar com atenção, qualidade e eficiência que os cuidados com a saúde exigem.

Informamos que a direção do Hospital Unimed analisou todos os registros documentais dos prontuários médicos e de enfermagem, os quais evidenciam que a paciente foi atendida e medicada antes das 13h. Todavia, imediatamente foi instaurada uma sindicância administrativa para apuração de todos os fatos denunciados através do vídeo publicado, adotando-se medidas preventivas e necessárias até a conclusão da investigação administrativa.

A Unimed Sergipe e o Hospital Unimed reafirmam o seu compromisso de assegurar aos seus clientes um atendimento médico e hospitalar ético e de qualidade, repudiando todo e qualquer comportamento que possa representar desrespeito para com pacientes ou seus familiares”.

Procuramos a médica

O Jornal de Sergipe tentou contato com a médica citada pela filha da paciente, mas não obteve êxito. O Jornal permanece à disposição através do e-mail: redacao@jornaldesergipe.com.br

Deixe seu comentário
Publicidade
Publicidade

Facebook

Mais Lidas