Conecte-se conosco

Política

Laércio defende reforma trabalhista e diz que não vai apoiar Lula para presidente

O deputado concedeu entrevista para Gilmar Carvalho.

Publicado

no dia

O deputado federal Laércio Oliveira (SD) concedeu entrevista para Gilmar Carvalho (MIX FM, Atalaia e Cidade AM, de Simão Dias) nesta segunda-feira (15/05).

Sobre as eleições de 2018, Laércio disse que articula sua candidatura à reeleição, mas não descarta a possibilidade de disputar mandato majoritário: “Candidatura majoritária é definição de grupo, não é pessoal”. Apesar de fazer parte do mesmo bloco em que está o PT, Laércio descartou a possibilidade de apoiar uma nova candidatura de Lula (PT) a presidente da República.

Publicidade
3 Comments

3 Comments

  1. Manoel

    15 de maio de 2017 at 10:14

    Bom dia,

    Um Coisa Temos em comum, não vamos votar em Lula (Bandido da Pesada), mas também não voto nesse cidadão, apesar de sempre ter votado por pensar que ele estaria do lado do Povo Necessitado, do povo Trabalhador, porem hoje percebo que ele esta do lado das empresas dele.

    #NÃOVAMOSVOTAREMLAECIO

  2. Cícero

    15 de maio de 2017 at 15:25

    A Esquerda brasileira está cheia de traíras, vigaristas, picaretas que, por qualquer vantagem ou quantia, mudam de lado sem nenhum constrangimento. Alguns desses traíras não passam de demagogos oportunistas que, valendo-se de um discurso eloquente, invoca emoções e sentimentos para seduzir e manipular as pessoas, mas sempre com segundas intenções, com vistas a auferir vantagem de qualquer natureza, de preferência, em dinheiro. Assim como Judas, vendem-se por quaisquer trinta moedas de prata, ou melhor, por quaisquer “trinta porções de alfafa”.

    Hoje no Brasil só existem duas forças políticas: o Lula e a Globo.

    A pergunta que fica é: e se o Lula ganhar as presidenciais de 2018? De que lado ficará o deputado Laércio?

  3. Cícero

    15 de maio de 2017 at 15:28

    A Esquerda brasileira está cheia de traíras, vigaristas, picaretas que, por qualquer vantagem ou quantia, mudam de lado sem nenhum constrangimento. Alguns desses traíras não passam de demagogos oportunistas que, valendo-se de um discurso eloquente, invoca emoções e sentimentos para seduzir e manipular as pessoas, mas sempre com segundas intenções, com vistas a auferir vantagem de qualquer natureza, de preferência, em dinheiro. Assim como Judas, vendem-se por quaisquer trinta moedas de prata, ou melhor, por quaisquer “trinta porções de alfafa”.

    Hoje no Brasil só existem duas forças políticas: o Lula e a Globo.ó

    A pergunta que fica é: e se o Lula ganhar as presidenciais de 2018? De que lado ficará o deputado Laércio?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − treze =

Publicidade

Facebook