Take a fresh look at your lifestyle.

Estudantes sofrem racismo no Gbarbosa e pedem ajuda na internet

(Foto: Reprodução / Facebook)


Três estudantes sofreram racismo dentro do supermercado Gbarbosa, localizado no Shopping Jardins, em Aracaju (SE). O relato foi divulgado por Lorena Guilhermina Lelis, uma das vítimas, que pediu ajuda no Facebook.

De acordo com a postagem publicada no Facebook, um idoso começou a agredi-lás verbalmente. “Começou nos agredir verbalmente chamando nossos cabelos de cabelo de cupim, chamando de gostosas, se jogando em cima, lambendo os lábios e insinuando coisas ridículas contra nós”, relata Lorena. Ainda segundo o relato, o idoso partiu para agressão física. “Ele partiu para agressão física contra minha pessoa, jogando café, partindo com murros e pontapés. Ele não está no vídeo. Está de costas na foto, então não temos imagens do rosto dele”, afirma Lorena.

A vítima conta ainda que foi encaminhada para a gerência do supermercado Gbarbosa, mas o idoso foi embora. “A equipe do supermercado nos levou a gerência, e deixaram o “coitado” ir embora, assim, como se ele não tivesse feito nada”, disse.

As estudantes pedem auxílio nas redes sociais para identificar o idoso. “Um boletim já foi feito, mas agora precisamos urgentemente dessas imagens para poder reconhecer esse COVARDE já que não sabemos nada sobre ele”.

Nota de esclarecimento do Gbarbosa

A assessoria de comunicação do Gbarbosa encaminhou nota para o Jornal de Sergipe. “Informamos que logo que os nossos colaboradores identificaram o ocorrido na loja, prestaram assistência imediata aos clientes. A rede GBarbosa repudia qualquer tipo de atitude desrespeitosa, preconceituosa ou de assédio em seus estabelecimentos. Por isso, nos colocamos desde já à disposição das autoridades competentes para auxiliar na investigação do caso”.

DEIXE SUA OPINIÃO AQUI